quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Consulta do Viajante

Hoje fui à consulta do viajante e de lá trouxe uma autêntica lista de compras para a farmácia :S

Medicamentos para o paludismo, para as diarreias, para as alergias, para as febres e inflamações, repelentes, ...
Além disto, ainda tive de bónus uma vacina em cada braço e as explicações sobre as precauções com a alimentação, paludismo/malária e dengue.
Com tantas coisas a ter de evitar quase que dá vontade de nem sair de casa.
Naaaa.... isso passa ao fim de 30 segundos, a viagem vale bem os sacrifícios.


Confesso que o que deixa mais triste são os cuidados todos a ter com a alimentação, é que eu gosto mesmo de experimentar a cozinha local e para mim a gastronomia também é atracão turística. Bem, desde que haja bom senso...

Falando a sério, a consulta do viajante é importantíssima e os perigos não são brincadeira. Sobretudo quando os destinos são África, América Latina e Ásia, ou seja, os mais interessantes.
:D


O viajante deve ir à consulta preferencialmente uma a quatro semanas antes de partir. O ideal é fazê-lo com tempo e, já agora, deixo uma informação, no Porto só se está a conseguir marcar uma consulta com um mês de antecedência.
Mesmo nesta altura de menor turismo, devido ao grande número de pessoas que viajam actualmente para Angola.

Para além dos medicamentos, um viajante deve estar prevenido e levar ainda mais algumas coisas para garantir as necessidades básicas: pensos, ligaduras, compressas, seringas e agulhas esterilizadas e descartáveis, desinfectantes, etc.

Site sobre a consulta do viajante e contactos: Portal da Saude - Consulta do Viajante

No site da Organização Mundial de Saúde podemos obter de antemão algumas informações úteis sobre os nossos destinos: WHO

Concluindo, é essencial consultar o médico!

1 comentário:

  1. realmente e de perder o apetite.mas deve ser o maximo.

    ResponderEliminar