quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Hospitalidade Chinesa

Em viagem, Asia 2012-13/Semana 5

A minha viagem despoletou-se mais rapidamente do que eu esperava e iniciou-se logo a seguir a um projecto em Timor de modo que não tive tempo de fazer grandes preparações.
Na China acabei por me guiar por “pins” que fui colocando no mapa nos ultimos anos sempre que via imagens de um sitio que me encantasse e seguir um rascunho de percurso que tinha elaborado meses antes quando estava no processo de decisão se havia de largar tudo e embarcar nesta aventura ou não.
ZhangJiaJie vinha a seguir. Ainda pensei duas vezes pois o trajecto ia ser um pouco penoso mas dois tipos que conheci em YangShuo vinham de lá e disseram-me “definitivamente tens de lá ir”. E assim, bem mandado que sou, fiz-me ao caminho.

A primeira parte do trajecto implicava ir de comboio até LiouZhou. Estando a zero sobre o meu próximo destino, “no caminho preparo-me melhor pondo a leitura do Lonely Planet em dia” pensei. Mas encontrado o meu lugar no comboio sento-me ao lado de uma jovem super simpática que ficou excitadissima por me ver. “És o primeiro estrangeiro com quem me cruzo no comboio” disse-me ela. Depois das perguntas iniciais da praxe a conversa foi sempre desenrolando. Fez questão de me ir ensinando uma série de novas palavras em Chinês e oferecer fruta continuamente. As 3 ou 4 horas passaram a correr. Sendo que ia a LiouZhou para visitar o namorado durante o fim de semana, acabei convidado para o casamento que, em principio, acontecerá no próximo ano. Aliás, eu é que me fiz de convidado mas a excitação foi tão grande que foi como se ela é que me tivesse convidado: “A sério? Queres ir ao meu casamento? Fico muito contente!”.

O segundo comboio ligaria LiouZhou a ZhangJiaJie durante a noite. Tendo bilhete de hard sleeper, partilharia o compartimento com 5 outros beliches.
Desta vez, os meus companheiros de viagem já tinham uma idade mais avançada e niveis de inglês muito inferiores mas a excitação não foi menor.
Num mix de Inglês com Chinês lá foi possivel ir mantendo uma comunicação.
E fazendo juz à hospitalidade Chinesa, à hora do pequeno almoço, lá fizeram questão de me atafulhar com comida. Uma espécie de pão muito compacto e sabor intenso e carne em conserva não é o meu ideal de pequeno almoço, mas aceitei com gratidão.


Sem comentários:

Enviar um comentário